Cineclube infantil abre programação 2020 com “Turma da Mônica” e pipoca free

O Cineclube da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis abre a programação oficial de 2020 neste sábado (7), com o longa-metragem brasileiro Turma da Mônica: Laços (2019), de Daniel Rezende, e pipoca para as crianças após a exibição. As sessões do cineclube são realizadas todos os sábados, às 16h, no cinema do CIC (Centro Integrado de Cultura), com entrada gratuita. Após as sessões, tem bate-papo com o público.

No filme da querida turma da Mônica, que marcou a infância de gerações, Cebolinha conta com ajuda dos amigos Cascão, Mônica e Magali e, claro, com um plano infalível para encontrar seu cachorro de estimação, o Floquinho, que está desaparecido. Lançado no ano passado, o longa do premiado diretor ainda não chegou ao circuito comercial na Capital catarinense.

A programação de março ainda tem Kiriku – Os Homens e as Mulheres (de Michel Ocelot, animação, França, 2015, 88 min), no dia 14; Curtas nacionais, no dia 21; e O segredo de Kells – Uma viagem ao mundo das fábulas (de Tomm Moore, animação, Irlanda, França e Bélgica, 2009, 75min) no dia 28.

Só em 2020, serão aproximadamente 50 sessões de cinema com filmes selecionados pela curadoria da Mostra.

– Entendemos que a diversidade é fundamental para a formação da consciência e, consequentemente, da cidadania. Deve-se pensar o cinema como formador cultural. Uma criança que vê na tela a cinematografia de seu próprio país e de muitos outros verá o mundo sob óticas variadas. Paralelamente, é preciso também abrir as portas do cinema a grupos ainda marginalizados do processo cultural e também promover o desenvolvimento do cinema infantil – afirma Luiza Lins, idealizadora da Mostra, que além do evento anual realiza ações o ano inteiro, por meio do Cineclube da Mostra e Circuito Estadual de Cinema Infantil.

Sobre o Cineclube da Mostra

O cineclube começou em 2017 com uma sessão por mês e, a partir de 2018, passou a ser semanal. Desde então já foram exibidos cerca de 100 longas-metragens brasileiros e internacionais e 120 curtas metragens nacionais.

Na programação, filmes do acervo da mostra, que vão dos clássicos do cinema para crianças, como as animações do japonês Hayao Miyazaki, do francês Michel Ocelot, a curtas e longas metragens nacionais. A maioria não é exibida no circuito comercial. Os poucos que são, escolhidos pela curadoria pela qualidade incontestável, acabam beneficiando famílias que não podem pagar pela entrada nos cinemas da cidade.

– Acreditamos ser fundamental às crianças verem também a sua cultura na tela para se sentirem incluídas e conhecerem a diversidade cultural brasileira, que é tão rica. Com este acervo de 19 anos, temos muita coisa boa – destaca Luiza Lins.

Neste sábado, na abertura oficial, será divulgada a programação do primeiro semestre de cineclube.

⚠️O Floripinhas é um canal de divulgação de eventos infantis. Não nos responsabilizamos por alterações de horários e cancelamentos dos eventos divulgados aqui. Obrigada 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *