5 livros infantis com protagonistas negros

– Mamãe, se metade das pessoas do Brasil são negras, por que não tem negros aqui?

Essa pergunta eu ouvi do Ben num dia em que estávamos passeando pelo novo Aeroporto de Florianópolis. Ele ainda tem 6 anos, eu acho cedo pra abordar assuntos ainda tão espinhosos quanto segregação racial, preconceito, e o sequestro de negros na colonização do Brasil.

Então lancei mão de uma estratégia muito eficaz para abrir portas para o diálogo, e construir alguns tijolinhos sobre esses assuntos junto com ele.

Ler livros infantis com protagonistas negros é uma forma divertida, instigante e educativa de conversar com as crianças sobre a diversidade racial do nosso país, empoderar, fomentar a empatia e construir pontes.

Listo abaixo 5 livros lidos recentemente aqui em casa com esse objetivo. Se você tiver mais dicas, deixa nos comentários, vamos adorar conhecer!

1. Amoras

de Emicida

Na música “Amoras”, Emicida canta: “Que a doçura das frutinhas sabor acalanto/ Fez a criança sozinha alcançar a conclusão/ Papai que bom, porque eu sou pretinha também”. E é a partir desse rap que um dos artistas brasileiros mais influentes da atualidade cria seu primeiro livro infantil e mostra, através de seu texto e das ilustrações de Aldo Fabrini, a importância de nos reconhecermos no mundo e nos orgulharmos de quem somos — desde criança e para sempre.

2. O Mundo no Black Power de Tayó

de Kiusam de Oliveira (Autor), Taisa Borges (Ilustrador)

Tayó é uma menina negra que tem orgulho do cabelo crespo com penteado black power, enfeitando-o das mais diversas formas. A autora apresenta uma personagem cheia de autoestima, capaz de enfrentar as agressões dos colegas de classe, que dizem que seu cabelo é “ruim”. Mas como pode ser ruim um cabelo “fofo, lindo e cheiroso”? “Vocês estão com dor de cotovelo porque não podem carregar o mundo nos cabelos”, responde a garota para os colegas. Com essa narrativa, a autora transforma o enorme cabelo crespo de Tayó numa metáfora para a riqueza cultural de um povo e para a riqueza da imaginação de uma menina sadia.

3.Ana e Ana

de Celia Godoy

Ana e Ana

Irmãs gêmeas podem ser idênticas a ponto de as pessoas acharem que uma é a outra e vice-versa. Na verdade, cada qual tem um gosto distinto e sente o mundo a seu modo. Porém, a fase adulta mostra caminhos diferentes para duas pessoas tão parecidas. Nem sempre o irmão é aquele com quem parecemos fisicamente. Ele pode ser encontrado num ‘primo gêmeo’, numa ‘amiga gêmea’ e em tantas outras almas

 

 

 

4. Flávia e o Bolo de Chocolate

de Miriam Leitão

Em meio aos questionamentos da pequena Flávia sobre a sua pele marrom – tão diferente da pele branquinha da mãe –, a premiada jornalista Míriam Leitão aborda temas delicados como adoção e questões raciais de forma sensível e lúdica para os pequenos. Com belas ilustrações de Bruna Assis Brasil, a autora, ganhadora do Prêmio FNLIJ 2014 na categoria Escritor Revelação por seu livro infantil de estreia, A perigosa vida dos passarinhos pequenos, mostra que o mundo é feito de diferentes cores, pessoas e sabores. E que é justamente isso que o torna tão rico. Flávia e o bolo de chocolate é o terceiro livro infantil de Míriam Leitão, autora também de A menina de nome enfeitado.

5. Obax

de André Neves

Quando o sol acorda no céu das savanas, uma luz fina se espalha sobre a vegetação escura e rasteira. O dia aquece, enquanto os homens lavram a terra e as mulheres cuidam dos afazeres domésticos e das crianças. Ao anoitecer, tudo volta a se encher de vazio, e o silêncio negro se transforma num ótimo companheiro para compartilhar boas histórias.

⚠️O Floripinhas é um canal de divulgação de eventos infantis. Não nos responsabilizamos por alterações de horários e cancelamentos dos eventos divulgados aqui. Obrigada 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *